O segundo ano do Facetas

    Amanhã, o Facetas estará completando 2 anos. Dois anos de publicações ininterruptas. São quase 110 artigos, comentários, citações, poemas, canções e muitas biografias. Tudo, devidamente pesquisado, anotado, registrado. Quando da proposta inicial, não separava caminhar tanto. Como costumo dizer: não sou escritor, jornalista, critico ou músico. Apenas gosto muito desse ramo do conhecimento. É um lazer; é gratificante. Porém, não faço isto sozinho. Tenho o apoio direto das minhas duas filhas; apoio das pessoas que me conhecem, inclusive professores; e, com o apoio, principalmente dos quase 50 mil leitores. Esses são um verdadeiro sustentáculo.        
     Como fiz no primeiro ano, repito agora: a enumeração cronológica do primeiro ao último artigo desde segundo ano, ou seja, de agosto de 2016 a agosto de 2017. A princípio, pode parecer uma atitude primária. Mas não o é. Aquele internauta que não dispõe de tempo, agora, pela ordem, poderá acessar apenas o tema  que porventura chamou-lhe  a atenção. Senão vejamos:  

     1. "Pai, senta aqui". Homenagem aos pais com o poema-canção O Melhor dos Meus Amigos. 
    2. "Millôr Fernandes: do Meier para o mundo". O grande escritor e a realidade brasileira de suas fábulas geniais. 
     3. " Paulinho da Viola: azul da cor do mar".  O compositor, o sambista, o cidadão.       
     4. "O assalto, de Drummond". Quando a mentira atinge proporções gigantescas no pais da ordem e do progresso.    
     5. "A pergunta de Neruda": Quem morre?         
     6. "Oásis de Bethânia". Os 70 anos de vida e os 50 de carreira da artista baiana.     
    7. "Raul Seixas - versões e plágios". A contrafação do plágio da música brasileira e fora dela; mundo afora.  
     8. "Divino Cartola". A história da vida e da arte que nos enchem  de glória.  
     9. "´Alvaro Maia: o principie dos poetas..." O imortal de Canção de F´e e de Esperança, que varou o tempo.
    10. "Mallu, a multiartista". A cantora Mallu Magalhães, ´e um dos exemplos do resgate da boa música brasileira. 
     11. " Chorei por ti, Argentina". As vozes de Beth Carvalho e Mercedes Sosa, juntas. 
    12. " Goethe, a vida oscilante entre a sombra e a luz". As derradeiras palavras do fantástico poeta alemão.
    13. "Glauber, a solidez da pedra".  A passagem do cineasta por Manaus, pelo Amazonas, nos anos 60.
    14.. "Negritude já!". Um grito contra o racismo e o preconceito nos versos de Bernard Dadié.
    15.  "Quem educa jamais fracassa." As firmes palavras do poeta amazonense Moady Braga.
    16.  "Quintana: um anjo disfarçado de homem".  O poeta sulista, Mario Quintana.
   17. "A velocidade da luz de Florbela Espanca". A poetisa portuguesa autora de magistrais sonetos, inclusive Fanatismo.   
    18.  "Hey, Mr. John". Passados quase 40 anos da sua morte,  o sonho não acabou. 
    19. "A literatura é a arte da sabedoria". Faces, a poesia.
    20. "Natal Celestial". +A data e o poema Itapiri.
    21. "Tempo de Paz". Queremos paz. queremos vida, queremos viver.
    22. "Aos Psikeiros, nota 10". A boa música amazonense ao entardecer. 
    23. "Marie Curie: entre a ciência e o amor" ( em duas partes).
    25. "O estonteante talento de Ana Muller". Juventude e música autêntica
   26. "Dominguinhos: Lá onde a lei seja o amor". A trajetória do gigante da sanfona (em duas partes).
    28. "Disco ´e cultura." com "Naturalmente" de Caetano Veloso e João Donato.
    29. "O eterno amor de Carolina e Machado de Assis". Uma vida dedicada a amada e às letras.
    30. "Raimundo Sodré: a soma de tantas subtrações". A Massa, em dose dupla.
    3l.  "Os órfãos de Nely Sachs". Uma voz contra os horrores de de Hitler e seus criminosos.
    32. "O homem, a História e as contradições". As inquietações de Brecht.
    33. "Nietzsche: Glória e eternidade": Ecce Homo.
   34. "Elogio do aprendizado". (em duas partes). A educação segundo a tese da pedagoga pernambucana Aparecida Xavier.
    36. "Pedro Tierra: a revolta é sua lei". seu imortal poema "Angel".
    37. "Elas cantam em portuguez". ignorância contra as normas da língua oficial.
    38. "A bossa sempre nova de Elizath". A madrinha da dupla: Tom Jobim e Vinicius de Moraes. 
    39. " Moacyr Aves: o poder da oratória".  O autor de 5 falas da Amazônia.
    40. "O puro samba de Zé Kéti". O puro samba que veio do morro.
    41. "O tempo, de Aldisio Filgueiras". O poeta e sua crônica da vida real.
    42. "La Fontaine: instruir e agradar". palavras atuais.
    43. "Uma mensagem a Garcia". Quem são seus mensageiros?
    44. "A morenice de Zizi Possi". quem é Maria Izildinha?
    45. "Teu samba. minha vida". O samba é genuinamente nosso!
    46. "Tempo Brasil: eu vejo o futuro repetir o passado". O poeta Cazuza, sempre.
    47. "De medalhões estamos fartos!"  
    48. "Hollywood Tropikal 65". A visão do cineasta e escritor Glauber Rocha sobre a Amazônia
.   49. "Xantipa, a viúva". O filósofo errou?
    50. "O palco iluminado de Sílvio Caldas". Sílvio e Elizeth em dois LPs.
    51. "Adoniran: o Carlitos brasileiro". O sotaque do samba brasileiro, A partir de Sampa.
    52.  Este, da retrospectiva.

        Amigo leitor, sou muito grato pela vossa participação, para que o Facetas exista. Há duas semanas a página fora reformulada e ficou ainda melhor, melhor visibilidade para acesso, agora site. Em nenhum momento, o Facetas emite juízo de valor sobre o que  publica. Assim continuará. E outros estudos virão, com certeza. Muito Obrigado mesmo.
         
           Referências 
           1. Todas as citadas ao longo do segundo ano.                    
Tecnologia do Blogger.