Resenha do livro: Uma Mente Brilhante


Resultado de imagem para uma mente brilhante livro
Crédito: Livraria Saraiva
Durante minha faculdade assisti ao filme Uma Mente Brilhante, dirigido por Ron Howard e atuado por Russell Crowe. O filme é de 2001, mas assiti bem depois, acho que em 2006. Conheci o filme porque abordava a biografia do matemático John Forbes Nash Jr (1928-2015) diagnosticado com esquizofrenia no auge de seu carreira e premiado pelo Nobel de Economia, um ótimo enredo para uma estudante de psicologia, hein? Já assisti várias vezes o filme, e acho brilhante a forma como o filme foi conduzido, mas sempre tinha vontade de ler a obra completa e nunca encontrava, até que meu pai encontrou o livro e comprou dois, um para mim e outro para ele. O livro é a 6a edição (2014) da Editora BestBolso, com 655 páginas e tradução de Sérgio Moraes. 
A autora do livro é a Sylvia Nasar, segundo o livro, nasceu em 1947 na Alemanha e foi criada nos Estados Unidos e na Turquia. É jornalista, economista e professora da Universidade de Columbia. O livro foi indicado ao Prêmio Pulitzer e ganhou o National Book Critic Circle Award na categoria biografia.
O livro contempla a história de vida (pessoal, acadêmica e profissional) de Nash, e Sylvia traduz em poucas palavras sua obra (p.29):

"Esta é a história de John Forbes Nash Jr. É uma história sobre o mistério da mente humana, em três atos: o gênio, a loucura, o novo despertar".

         Sylvia traça a história de Nash de forma bem detalhada. Ela inicia com a história dos pais de Nash, seu nascimento, sua infância e adolescência, e seu comportamento atípico. Mas, o centro do livro é sua trajetória acadêmica em Princeton, o desenvolvimento das suas pesquisas, o desencadeamento dos sintomas da esquizofrenia nesse meio e o auge do Prêmio Nobel.
        Além disso, também, aborda a sua relação conturbada com sua esposa Alicia e seu filho, nesse ponto, o filme se distancia um pouco da realidade, pois criaram um cenário bem romantizado sobre o casal.
O livro é mais do que apenas a história de vida de um gênio na matemática, mas traz nomes de cientistas matemáticos, da neurociência e até da psicologia. Ela consegue criar uma rede outros atores que atuaram de forma direta ou indireta na vida de Nash.
Para quem eu recomendo este livro? Para todos, pois mostra a realidade de uma pessoa esquizofrênica, mas que não se reduz apenas a este acometimento, mostra o quanto somo capazes de ir além. Mas, eu indicaria para todos os meus colegas de profissão, psicólogos, além de psiquiatras, porque a Sylvia aborda de uma maneira muito real a psicopatologia da esquizofrenia, além de destacar pesquisadores na área.
Ainda, recomendo aos professores, em especial, aos docentes das áreas de exatas e ciências da natureza. Ao longo do livro a autora apresenta histórias de rivalidade entre os cientistas e sobre os cálculos matemáticos, e também sobre a construção do conhecimento científico. São pequenas notas no enredo que podem auxiliar em sala de aula em forma de curiosidades sobre a história de um determinado cálculo e dos matemáticos e/ou cientistas, segundo o contexto social e histórico.

Pessoal, leiam o livro. Vocês não vão se arrepender. Há um envolvimento profundo durante a leitura. Também recomendo o filme, mas o livro mostra de uma forma mais íntima e realista a história de Nash. Vocês podem comprar os livros na AmazonLivraria Saraiva, Livraria da Travessa e Estante Virtual.


Texto: Winnie Gomes

Tecnologia do Blogger.