Pax, Pax!


          Em qualquer que seja o lugar onde existam pessoas, a necessidade de ser viver em paz é indispensável. Qualquer que seja a nação, a civilização, o continente, clama-se por PAZ. Seja na América, na Europa, no Oriente, na África, na Oceania, nas tribos do Xingu, precisa-se de PAZ.
             É biblíco: as contendas não podem se sobrepor ao sossego humano, a união, a concórdia. O vocábulo PAZ poderá mudar na pronúncia, no modo de ser escrever, mas, jamais na finalidade. O Facetas correu como você, pesquisou como você, e juntos chegamos ao final de mais uma etapa que a humanidade aprendeu fatiar em milênios, séculos, anos, dias, horas e segundos: O TEMPO.
            É exatamente com as palavras de um dos mais belos pemas da nossa literatura, criado por ninguém menos que o Anjo Torto, ou seja, o poeta gaúcho Mário Quintana (1906-1994), aqui declamado por outro gigante da nossa cultura, o jornalista Antônio Abujamra (1932-2015), que em menos de dois minutos é capaz de nos emocionar e nos levar ao mais elevado pensamento da reflexão sobre o ontem, o hoje e o amanhã.



                                              
                
               Assim, mais uma vez, em 3,5 anos o nosso blog segue sua tradição agradecendo cada um que nos acompanhou ao longo de 2018, e que em 2019 possamos continuar com nossas aventuras literárias e musicais para todos os nossos leitores. 
                  FELIZ ANO NOVO!
                  PAZ, PAZ!


Texto e arte: Francisco Gomes e Winnie Gomes




Fonte
1. Vídeo - Youtube, Canal Dyarlen Iber

Comentários